NOTÍCIAS

Postado em 18 de Junho de 2018 às 13h34

Temer sanciona lei que tira fiscalização de produtos artesanais do MAPA

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Sancionada na última semana pelo presidente Michel Temer, a lei 13.680/18 tira do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) a fiscalização de produtos artesanais de origem animal. O anúncio foi realizado no Diário Oficial da União.
A aprovação havia sido efetuada pelo Senado em maio deste ano e é válida para a
comercialização entre os Estados. OCFMV declarou em nota que a medida pode aumentar o risco de contaminação por esse tipo de produto.
A fiscalização passa a ser realizada pelos órgãos estaduais. Anteriormente a lei estabelecia
que os produtos fossem vendidos apenas com o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF).
"É permitida a comercialização interestadual de produtos alimentícios produzidos de forma artesanal, com características e métodos tradicionais ou regionais próprios, empregadas boas práticas agropecuárias e de fabricação, desde que submetidos à fiscalização de órgãos de saúde pública dos Estados e do Distrito Federal", segundo o artigo 10º da lei.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

JBS tem melhor desempenho socioambiental do Brasil04/12/17 As políticas de sustentabilidade da JBS obtiveram reconhecimento de destaque pela entidade global CDP (Driving Sustainable Economies), por ser uma das empresas brasileiras a apresentar resultados positivos no combate ao desmatamento e às mudanças climáticas e na gestão de recursos hídricos. O CDP é hoje uma das principais plataformas globais para o acompanhamento......
Avicultura em perspectiva evolutiva29/01/18 A avicultura brasileira ocupa atualmente a posição de terceiro maior produtor mundial de carne de frango, atrás apenas de Estados Unidos e China, e a primeira posição entre os exportadores. Em 2014, o país......
BOI/CEPEA: Ano de 2018 deve ser melhor, mas com desafios11/01/18 Passado o momento turbulento e constatada a importância da reorganização e da capacidade de reagir às diferentes intempéries de 2017, o setor pecuário inicia 2018 mais otimista, porém, bastante atento, segundo......

Voltar para Notícias (pt)