NOTÍCIAS

Postado em 13 de Dezembro de 2017 às 10h33

SC registra faturamento 14,97% maior na exportação de carne suína

Mercado (38)
  • Mercoagro – Edição 2018 -

Em onze meses, Santa Catarina embarcou 253,8 mil toneladas de carne suína para países
como Rússia, Hong Kong, China, Chile e Cingapura. E, mesmo com uma quantidade 0,24%
menor do que no mesmo período de 2016, o setor não sofreu prejuízos financeiros. Pelo contrário, o faturamento com as vendas foi 14,97% maior, ficando em torno de US$ 590 milhões.
Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio
Exterior (MDIC, Brasília/DF) e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri).
NOVEMBRO
O mês foi marcado por queda na quantidade e no faturamento com as exportações
catarinenses de carne suína e de frango. Felizmente, essa baixa não interfere no bom
desempenho do setor ao longo do ano.
No último mês, o Estado embarcou 71,1 mil toneladas de carne de frango (14,73% a menos
do que em outubro) e obteve receitas de US$ 141,9 milhões (13,73% menor do que no mês
anterior). Porém, quando comparado com novembro de 2016, o faturamento é 5,2% maior.
Destaque nas exportações catarinenses, a venda de carne suína em novembro rendeu US$
43,5 milhões, 5,44% a menos do que em outubro. Durante o mês foram embarcadas 19,9 mil toneladas do produto, uma queda de 4,2%. Na comparação com novembro de 2016, o valor e a quantidade são, respectivamente, 35,12% e 26,86% menores.
A baixa nas exportações é justificada pela redução nas compras de grandes importadores.
No caso da carne de frango, dentre os dez principais importadores, nove reduziram a quantidade comprada em novembro.  Já no caso da carne suína, cinco dentre os dez maiores destinos que tiveram diminuição nos embarques de novembro.

Fonte: Seagri SC, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Maggi afirma que pauta de exportações entre Brasil e China será diversificada18/05/18 Em Pequim, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, reuniu-se com integrantes da Administração Geral da Supervisão da Qualidade, Inspeção e Quarentena (antiga AQSIQ). No encontro, o ministro recebeu de Zou Zhiwu, vice-ministro da Administração Geral da Aduana da China, a garantia de que será cumprido o compromisso de......
Cenário para o Brasil no comércio exterior é de otimismo em 201811/12/17 Depois de dois anos negativos, a economia brasileira exibe sinais de recuperação. O reflexo, podemos ver nas exportações: “No ano passado, o Brasil fechou exportações de US$ 185 bilhões e, este ano, em......
Avicultura em perspectiva evolutiva29/01/18 A avicultura brasileira ocupa atualmente a posição de terceiro maior produtor mundial de carne de frango, atrás apenas de Estados Unidos e China, e a primeira posição entre os exportadores. Em 2014, o país......

Voltar para Notícias (pt)