NOTÍCIAS

Postado em 22 de Maio às 10h46

Santa Catarina inicia embarques de carne suína para Coreia do Sul

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Único estado do país habilitado a exportar carne suína para Coréia do Sul, Santa Catarina
conclui as negociações e envia o primeiro carregamento do produto ao novo mercado. A JBS de Seara anunciou nesta segunda-feira (21) que, nos próximos dias, embarcará 50 toneladas de cortes suínos (pernil, paleta, barriga e copa de lombo) partindo do Porto de Itajaí com destino a Coréia do Sul.
A abertura do mercado sul-coreano foi anunciada na última semana e trouxe uma onda de
otimismo para o agronegócio catarinense. O estado, que já é o maior produtor nacional de suínos, é também o único autorizado a exportar o produto para a Coréia do Sul. A escolha se deve ao status sanitário diferenciado de Santa Catarina, reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como livre de febre aftosa sem vacinação.
O governador Eduardo Pinho Moreira lembra também que em 2015 esteve em Paris, onde
recebeu em nome de Santa Catarina o certificado de Zona Livre de Peste Suína Clássica, durante a 83ª Assembleia Mundial da OIE. Moreira entende que o estado colhe novos frutos de um longo e dedicado trabalho que, depois de inúmeras etapas vencidas, alcança um quadro de excelência.
“Avançamos muito em qualidade e sanidade, por isso, hoje podemos exportar para os mercados mais importantes do mundo”, comemora.
Segundo o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, o primeiro embarque de carne suína com destino à Coréia do Sul será emblemático. “É a comprovação e materialização do esforço que Santa Catarina fez para erradicar a febre aftosa. A certificação internacional está se transformando em negócios e comprova que a estratégia do estado está correta”, destaca.
A JBS de Seara é uma das quatro empresas catarinenses autorizadas a exportar carne suína para a Coréia do Sul. A Aurora Alimentos, a BRF de Campos Novos e a Pamplona Alimentos também fazem parte desta lista.
MERCADO SUL-COREANO
A Coreia do Sul é o quarto maior comprador de carne suína do mundo – foram 645 mil toneladas importadas em 2017 – e reconhecido como um dos mercados mais exigentes. Para Spies, este é um marco histórico para o agronegócio catarinense. “Este é o início da conquista de um mercado muito importante e a expectativa é de que as exportações aumentem ainda mais a partir de agora”.
O país já é um grande parceiro de Santa Catarina nas importações de carne de frango. Em 2017, foram 39,8 mil toneladas de carne de frango vendidas para Coreia do Sul, gerando um faturamento de US$ 81,4 milhões.

Fonte: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca

Veja também

Alimentos: Merck investe em carne produzida com cultura de células18/07 A companhia farmacêutica alemã Merck e a processadora suíça de carnes Bell Food Group investiram US$ 8,8 milhões na holandesa Mosa Meat, uma startup que pretende produzir carne a partir de culturas de células animais. Empresas como a Mosa Meat ainda não começaram a vender seus produtos, mas a tecnologia já atraiu investimentos de companhias como Cargill......
FOSS Brasil oferecerá analisadores para otimizar processo da indústria23/03/16 A FOSS Brasil trabalha com soluções analíticas dedicadas aos vários desafios das indústrias e possui diversos analisadores que são úteis para alavancar a qualidade e a lucratividade da indústria da......
Oportunidades de negócios potencializadas no Painel LabInvest12/09 Potencializar oportunidades de negócios permitindo a aproximação e a negociação de grandes empresas com startups. Este foi o foco do Painel de Oportunidades – LabInvest, realizado, nesta quarta-feira (12), durante a......

Voltar para Notícias (pt)