NOTÍCIAS

Postado em 26 de Janeiro às 13h48

Rússia considera usar radiação em produtos à base de carne

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O site Globam Meat News informou que cientistas russos consideram aplicar radiação na
indústria doméstica da carne, enquanto a corporação nuclear do país, Rosatom já dispõe de tecnologia comercial com radiação ionizante e planeja distribuí-la para o mercado internacional de alimentos.
Algumas carnes e peixes, em particular alimentos enlatados, poderiam ser tratados com
pequenas doses de radiação para prolongar a sua vida útil, afirmaram cientistas russos.
As principais instituições nucleares do país realizaram um experimento em que trataram
alguns produtos alimentares com pequenas doses de radiação. A exposição mata até 99,9% dos micro-organismos nos produtos e, como resultado, prolonga a vida útil em até quatro vezes.
O uso da radiação foi considerado absolutamente seguro para os consumidores finais. Os
cientistas russos também enfatizaram que o sabor do produto não foi modificado.
Elena Zakharova, porta-voz da Sociedade Russa de Proteção de Direitos do Consumidor,
enfatizou que o efeito tardio do consumo de carne tratada com radiação foi pouco estudado. De acordo com ela, alguns cientistas expressaram sua preocupação de que tais produtos poderiam inibir radicais livres que, por sua vez, podem resultar em câncer.
Fonte e foto: Suino.com

Veja também

Santa Catarina institui a política de incentivo à produção de Biogás28/06 Santa Catarina cria política de incentivo para transformar resíduos orgânicos da produção animal em energia. O Projeto de Lei 26/2018, aprovado na terça-feira (26) pela Assembleia Legislativa do Estado, traz um marco legal que estimula a produção e utilização do biogás como fonte de energia. Santa Catarina é o primeiro estado......
Custo da produção de aves e suínos tem importante crescimento em maio19/06 Com um custo onze centavos maior do que o observado em abril, a produção de suínos chegou a R$ 4,07 em maio em Santa Catarina. O número só havia sido alcançado em outubro de 2016, segundo os dados da Central de......
Abate de suínos cresce 0,5% no primeiro trimestre do ano10/05 O Brasil abateu 10,53 milhões de cabeças de suínos no primeiro trimestre deste ano, de acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume representa alta de 0,5% frente ao 1º......

Voltar para Notícias (pt)