NOTÍCIAS

Postado em 29 de Novembro de 2017 às 10h55

Restaurantes oferecerão cardápios especiais da feira

Eventos (8)Notícias (46)

Durante os quatro dias de evento, culinária valorizará carnes e pratos típicos da região

Promover uma feira com excelência, com diferenciais para expositores e visitantes e que envolva diversos setores de Chapecó. Esses são alguns dos objetivos da comissão organizadora da Mercoagro 2018 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne). Nesta semana, os restaurantes de Chapecó se engajaram na feira e oferecerão aos expositores e visitantes, durante os quatro dias de evento, cardápios especiais que valorizam as carnes e os pratos típicos da região.

Em reunião realizada com a organização da feira, representantes de restaurantes e Sindicato dos Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Chapecó (Sihrbasc), foi definido que no primeiro dia da Mercoagro os estabelecimentos oferecerão pratos especiais com carnes de aves, no segundo dia à base de carnes de gado, no terceiro com carne suína e no último dia da feira com peixes.

De acordo com o gerente do projeto Mercoagro, Nadir José Cervelin, a feira busca se aproximar de todos os setores. “Chapecó tem potencial de fazer sempre melhor e com diferencial. Estamos articulando com todos os parceiros para movimentar os negócios da cidade. Nosso objetivo, além do sucesso da feira, é proporcionar o aquecimento da economia nos mais diversos segmentos”, frisou.

A relação dos restaurantes que estarão engajados no projeto será disponibilizada no site da Mercoagro (www.mercoagro.com.br).

Organizada pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), a Mercoagro 2018 está programada para o período de 11 a 14 de setembro de 2018 no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó. Terá 160 estandes com 250 marcas representadas. A previsão é de 15 mil visitantes/compradores e negócios da ordem de 160 milhões de dólares.

Participarão da exposição empresas dos setores de refrigeração, automação industrial, ingredientes e aditivos, embalagens e tripas, transporte e armazenagem, equipamentos e acessórios, entre outros produtos e serviços para atender a indústria da carne.
 

Veja também

Custos de produção de suínos e de frangos de corte sobem em dezembro, mas têm queda no acumulado de 201726/01/18 Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa (www.embrapa.br/suinos-e- aves/cias) fecharam 2017 em queda de 8,92% e 9,41%, respectivamente, na soma dos 12 meses do ano. Considerado apenas o mês de dezembro em relação a novembro, o ICPFrango/Embrapa subiu 3,02%,......
Missão brasileira vai à Arábia Saudita discutir abate de frangos23/03/18 Uma missão brasileira liderada pelo secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, está na Arábia Saudita nesta semana para discutir com autoridades sauditas o......
Suinocultura apresenta avanços na esfera política em 201711/12/17 O ano de 2017 vai ficar marcado pela instabilidade na política brasileira. Porém, apesar do cenário desafiador, a Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) conseguiu acompanhar e estimular o......

Voltar para Notícias (pt)