NOTÍCIAS

Postado em 09 de Agosto às 13h20

Qualidade na produção de matrizes terá foco no 12º Simpósio da ACAV em setembro

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O mercado das empresas ligadas a produção de frangos de corte tem buscado cada vez mais, uma ave pesada e pronta para o abate em menor tempo possível. Muitas pesquisas são realizadas a fim de gerar novas tecnologias nas áreas de nutrição, manejo, sanidade, ambiência e genética. A qualidade de matrizes e o desenvolvimento inicial de pintinhos será um dos assuntos abordados na 12ª edição do Simpósio Técnico de Incubação, Matrizes de Corte e Nutrição, promovido pela Associação Catarinense de Avicultura (ACAV). O evento está programado para o período de 25 a 27 de setembro, no Oceania Park Hotel & Convention Center, na Praia dos Ingleses, em Florianópolis.
O coordenador técnico de aves da Farmabase, empresa parceira na realização do simpósio, Gustavo Savoldi explica que o melhor desempenho zootécnico do frango de corte está diretamente ligado à qualidade da matriz e, por consequência, do pintinho. “Para isso, é necessária a manutenção da saúde das matrizes por meio de um bom programa de biosseguridade, vacinação e nutrição para que a ave produza um ovo de tamanho e padrão adequado, gerando assim um pintinho saudável e de boa qualidade”. O crescimento do embrião é dependente, basicamente, do albúmen e da gema do ovo, que são os principais fornecedores de nutrientes para o desenvolvimento do embrião. Nas primeiras 24 horas após o nascimento, o saco vitelino representa a principal reserva de nutrientes do pintainho, por se constituir de porções remanescentes da utilização da gema e albúmen pelo embrião, que será importante no desenvolvimento inicial do pinto.
Savoldi esclarece que o principal ponto para o desenvolvimento adequado de pintinhos é
promover a saúde das aves durante todo seu ciclo de vida. Para isso é fundamental medidas de biosseguridade, vacinação, limpeza e desinfecção e uso de antibióticos para promoção da saúde e bem-estar animal das aves quando necessário. São muitos os fatores que podem afetar o desempenho, tais como: manejo das matrizes; fatores nutricionais; desafios sanitários (doenças); e condições climáticas.
“A idade da matriz também tem influência direta sobre a qualidade, composição e tamanho
do ovo, pois, com o avanço da idade da matriz, ocorre redução na taxa de postura, alteração nos constituintes do ovo, principalmente gema e albúmen, e aumento no tamanho dos ovos”, salienta.
O peso do ovo influencia o peso do pinto ao nascimento, que, por sua vez, influencia o
desempenho ao abate. Isso ocorre em razão das associações existentes entre peso do ovo e peso do pinto, e do peso do pinto e peso ao abate. A prática rotineira adotada nos incubatórios − classificar ovos pelo peso e idade da matriz para gerar lotes e pintos de corte mais homogêneos e facilitar o manejo durante o período de criação, a regulagem de equipamentos no galpão e o abate − é decorrente da correlação positiva entre o peso do ovo e o peso do pinto.
“A qualidade dos pintinhos de um dia está diretamente correlacionada com o ovo fértil e o
melhor aproveitamento no incubatório. A produção de pintinhos de qualidade de um dia hoje é dependente de diversos fatores com, por exemplo, fatores físicos durante a incubação: umidade, temperatura e ventilação; período de armazenamento dos ovos férteis; idade das matrizes pesadas e qualidade dos ovos, entre outros”, complementa.
INSCRIÇÕES
O simpósio trará palestrantes renomados e grandes empresas do mercado com conhecimento técnico, além de produtos de alta tecnologia. As inscrições para o Simpósio seguem abertas até o dia 31 de agosto com valores do primeiro lote. Elas podem ser efetuadas pelo site http://www.sindicarne.org.br/simposio2018/ com desconto para as empresas associadas. No primeiro lote o valor é de R$ 365,00 (até 31 de agosto), e R$ 400,00 (de 1º de setembro até a data do evento).
Os não-sócios terão inscrições nos seguintes valores: até 31 de agosto a R$ 425,00, de 1º de setembro até o dia do evento será de R$ 465,00 Para estudantes o valor será de R$ 245,00 (até 31 de agosto), e R$ 265,00 (1º de setembro até o dia do evento).

Veja também

Mulheres do agronegócio fazem missão a Dubai27/07 Um grupo de mulheres ligadas ao agronegócio brasileiro fará uma missão para China e Emirados Árabes Unidos entre o final de outubro e o começo de novembro deste ano. A iniciativa é do movimento Mulheres do Agronegócio Brasil, constituído como empresa do grupo paranaense Labhoro. As inscrições estão abertas. O destino inicial será a......

Voltar para Notícias (pt)