NOTÍCIAS

Postado em 14 de Setembro de 2016 às 14h41

Projeto do agronegócio considerado modelo nacional é destaque na Mercoagro 2016

Implantado há 18 anos em SC, o Projeto de Desenvolvimento de Empreendedores Rurais Cooperativistas passou a atender fornecedores da cadeia produtiva de suínos, aves e leite e portanto, passou a denominar-se Encadeamento Produtivo

Considerado o maior programa de estímulo ao desenvolvimento das pequenas e médias empresas ligadas ao agronegócio do sul do Brasil, o “Encadeamento Produtivo” é um dos destaques da Mercoagro 2016 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne), que segue até sexta-feira (16), no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. Em espaços cedidos pelo Sebrae/SC, 13 empresas que integram o projeto apresentam seus produtos e serviços e têm a oportunidade de participar de eventos como as sessões de negócios e os painéis de oportunidades, entre outras iniciativas. 

O “Encadeamento Produtivo Aurora Alimentos – Sebrae/SC: suínos, aves e leite” é desenvolvido com as parcerias do Senar/SC, Sescoop/SC, Sicoob, Fundação Aury Luiz Bodanese, Cooperalfa, Itaipu, Auriverde, Coolacer, Copérdia, Caslo, Cooper A1, Coopervil e Coopercampos, Camisc, Cocari, Cotrel, Coasgo, além do Sicredi/RS. Com o sucesso em Santa Catarina, o programa foi implementado no Rio Grande do Sul em parceria com a Cotrel e Sicredi/SC, no Mato Grosso do Sul (MS), em parceria com a Cooasgo. 

O presidente da Cooperativa Central Aurora Alimentos, Mário Lanznaster, destaca que a participação das empresas que integram o Encadeamento Produtivo na Mercoagro representa uma excelente oportunidade para demonstrarem a qualidade dos produtos e serviços que oferecem. “São empresas sérias, que se comprometeram com o projeto e estão implementando inovações que as tornam, cada vez mais, competitivas no mercado”. 

O projeto surgiu em 1998 e denominava-se Programa de Desenvolvimento de Produtores Rurais Cooperativistas. Em 2014, foi remodelado para atender também as empresas fornecedoras da cadeia produtiva de suínos, aves e leite e, por isso, passou a chamar-se Encadeamento Produtivo. 

O diretor técnico do Sebrae/SC, Anacleto Angelo Ortigara, realça que este é o maior programa nacional de Encadeamento Produtivo na área do agronegócio. “Para participar dessa parceria estratégica, a pequena empresa passa por melhorias na gestão, tecnologia de produção, processos de inovação e de menor impacto ambiental. Com o apoio do Sebrae, cada fornecedor aperfeiçoa seus serviços, cumpre exigências, condições e critérios demandados pelas grandes compradoras. Com um novo padrão de atendimento, micro e pequenos negócios podem se inserir de forma competitiva na cadeia de valor das grandes empresas e gerar benefícios mútuos.

Os recursos destinados ao projeto neste ano totalizam R$ 2.962,600.00 e são investidos pelo Sebrae (R$ 2.167.600,00), Aurora, Sicoob/Senar (R$ 675.000,00) e empresas urbanas beneficiadas (R$ 120.000,00). 

MERCOAGRO 2016

A Mercoagro 2016 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne) é organizada pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e prossegue até sexta-feira (16) no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC). O horário de visitação é das 14 às 21 horas. 

A feira conta com o apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), do Centro de Tecnologia de Carnes do ITAL, da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne do Estado de Mato Grosso do Sul (Assocarnes), Associação Gaúcha de Avicultura (ASGAV/SIPARGS), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Comerc Energia, Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet, entre outras instituições.

Veja também

Com vendas externas, setor de carnes celebra ano surpreendente09/11/16 O ano termina melhor do que se previa para o setor de proteínas. Isso graças ao mercado externo, "que está sendo surpreendente", diz Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal). O setor de aves esperava uma evolução modesta de 3% neste ano nas exportações. Deve fechar o período com......
Alta na exportação de carnes estimula Mercoagro 201625/04/16 O Brasil exportou em março US$ 8,35 bilhões, o que representa uma alta de 5,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse valor é recorde para o mês, desde que começou a série......
As safras e a economia31/01 O sucesso das safras agrícolas e a abundante oferta de alimentos foram determinantes para a baixa taxa de inflação que a economia brasileira registrou em 2017. Ao gerar os principais itens da alimentação humana –......

Voltar para Notícias (pt)