NOTÍCIAS

Postado em 28 de Fevereiro às 13h25

Produção mundial de ração cresce 2,5% em um ano

  • Mercoagro – Edição 2018 -

A produção de rações atingiu um total de 1,07 bilhão de toneladas produzidas em 2017. O
dado é da Alltech Global Feed Survey de 2018. Segundo a pesquisa, o crescimento observado foi de 2,57% em relação a 2016. A indústria de ração, avaliada em U$ 430 bilhões, tem observado um crescimento de 13% nos últimos cinco anos, o que equivale a uma média de 2,49% por ano.
Esse crescimento é sustentado pelo maior consumo de carne, leite e ovos.
A sétima edição da pesquisa é a mais abrangente até então, analisando 144 países e mais
de 30 mil fábricas de rações. Os resultados mostram que a China, que produziu 186,9 milhões de toneladas em 2017, e os Estados Unidos, 173 milhões de toneladas, permanecem como os principais países produtores, responsáveis por um terço de toda ração animal. O crescimento se deve aos setores de alimentos para suínos, frangos e vacas leiteiras.
O Brasil segue como líder em produção de ração da América Latina - com 69,9 milhões de
toneladas produzidas em 2017 - e, globalmente, permanece em terceiro lugar. Em conjunto com o México e Argentina, os países contabilizam quase 75% da produção de ração local. Como região, a América Latina apresentou a terceira maior taxa de crescimento ao longo dos últimos cinco anos. 
“No sétimo ano de análise, a Alltech Global Feed Survey segue como um diagnóstico
valioso sobre a atual situação da indústria mundial de rações”, afirma o diretor de inovação e vice-presidente de contas corporativas da Alltech, Aidan Connolly. “Além dos conhecimentos sobre a indústria de alimentos para animais, isso serve como um parâmetro para a agricultura como um todo e, muitas vezes, demonstra a força econômica dos países incluídos na pesquisa”.
A pesquisa avaliou a produção e os preços de rações por meio de informações coletadas
pela equipe global de vendas da Alltech e associações locais de rações no último trimestre de 2017.

Os sete melhores países em produção de ração de 2017, em ordem da importância de
produção, foram China, Estados Unidos, Brasil, Rússia, México, Índia e Espanha. Esses países
contêm aproximadamente 54% das fábricas de ração de todo o mundo e juntos contabilizam 53% da produção total. Esses países também podem ser vistos como indicadores das tendências em agricultura.


AVES E SUÍNOS
Na avicultura, a produção de ração para frango de corte cresceu em todas as regiões,
tendo a África como região que mais cresceu, com 10%, e a Europa, com 7%. Os líderes mundiais em produção de carne suína, China e Rússia, assumiram a liderança na produção de ração para suínos em 2017.

Fonte: Suinocultura Industrial

Veja também

SENAI e ABPA debatem regulamento europeu para avaliação de bactéria em carcaças de aves30/11/17 O SENAI de Chapecó, entidade da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) promoveu, nessa semana, em Chapecó, o “Workshop sobre Campylobacter na indústria de aves”. Foram debatidas atualidades sobre Campylobacter, uma bactéria que, se ingerida, causa......
Agronegócio recupera otimismo em relação à economia16/08/16 Índice da Fiesp/OCB mostrou aumento na confiança em todos os elos do setor O agronegócio brasileiro retomou o otimismo neste segundo trimestre de 2016. O Índice de Confiança do Agronegócio (ICAgro), calculado pela......

Voltar para Notícias (pt)