NOTÍCIAS

Postado em 29 de Maio às 13h36

Organização mundial de saúde animal adota definições para antimicrobianos

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Por ocasião da 86ª Sessão Geral da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), realizada de 20 a 25 de maio em Paris, França, os países membros da OIE discutiram várias revisões das normas e diretrizes internacionais, resultando em um maior controle veterinário do uso de antimicrobianos em animais em todo o mundo. A informação foi divulgada pelo siteFeed Stuffs.
A OIE e seus 181 países membros construíram, ao longo de 10 anos, um conjunto abrangente de padrões e diretrizes internacionais, fornecendo uma estrutura para o uso responsável e prudente de produtos antimicrobianos em animais e para a vigilância e monitoramento da resistência antimicrobiana e as quantidades usadas.
A OIE disse que a discussão durante a sessão geral resultou em três atualizações principais e adaptações a esses padrões. Primeiro, para combater a esperada elevação da resistência antimicrobiana, manter o uso de antimicrobianos em humanos e animais sob a supervisão de profissionais médicos e veterinários adequadamente treinados é considerado uma prioridade pela comunidade internacional, notavelmente pela Tripartida – OIE, a ONU Food & Organização para a Agricultura (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).
Essas definições diferenciam o uso médico veterinário e o uso médico não veterinário, este
último incluindo a promoção do crescimento. De acordo com a nova versão das normas
internacionais adoptadas pelo OIE, capítulo 6.8.1.-bis do Código Terrestre (brevemente disponível emwww.oie.int/amrstandards), o uso médico veterinário significa a administração de um agente antimicrobiano a um indivíduo ou um grupo de animais para tratar, controlar ou prevenir doenças infecciosas.
OIE disse que os termos “tratar”, “controlar” e “prevenir” também foram claramente definidos: Tratar significa administrar um agente antimicrobiano a um indivíduo ou a um grupo de animais que apresentem sinais clínicos de uma doença infecciosa; Controlar significa administrar um agente antimicrobiano a um grupo de animais que contém animais doentes e animais saudáveis ??(presume-se que estejam infectados), para minimizar ou resolver os sinais clínicos e para evitar uma maior propagação da doença; e Prevenir meios para administrar um agente antimicrobiano a um indivíduo ou grupo de animais em risco de contrair uma infecção específica ou numa situação específica em que seja provável que ocorra uma doença infecciosa se o fármaco não for administrado.
Por outro lado, a OIE disse que o uso médico não veterinário significa a administração de
agentes antimicrobianos a animais para qualquer outro fim que não tratar, controlar ou prevenir doenças infecciosas; inclui a promoção do crescimento – definida como a administração de agentes antimicrobianos aos animais apenas para aumentar a taxa de ganho de peso ou a eficiência da utilização da ração.
Associada às já existentes normas internacionais do OIE sobre o uso responsável e prudente de agentes antimicrobianos em animais, a OIE disse que esses novos textos adotados serão um “ativo poderoso” para os serviços veterinários nacionais defenderem a adaptação da legislação nacional e o reforço da supervisão veterinária dos animais. o uso de antimicrobianos em animais.
Fonte: Equipe Suino.com

Veja também

Especialistas apostam na retomada da pecuária, mas recomendam cautela30/01 Depois de um ano difícil, em que a pecuária foi afetada por fatores como a Operação Carne Fraca e as delações dos executivos do JBS, o setor começou 2018 em um clima mais otimista. “Este deve ser um ano de transição, com perspectiva de recuperação total em 2020”, afirma Alcides Torres, diretor da Scot Consultoria.......
Carne 1953 recebe certificação internacional de qualidade19/07 A JBS informou por meio de nota que a carne1953, lançada pela empresa no início deste ano, acaba de ser reconhecida com o prêmio International Taste & Quality Institute (iTQi), um dos mais exigentes órgãos de......
EMBARQUES DE CARNE DE FRANGO SEGUEM POSITIVOS EM JULHO22/08/17 Os dados da SECEX/MDIC relativos às exportações brasileiras da terceira semana de julho (16 a 22, cinco dias úteis) apontam que os embarques de carne de frango do mês seguem com resultados positivos em relação......

Voltar para Notícias (pt)