NOTÍCIAS

Postado em 08 de Fevereiro às 10h45

Novacki cobra celeridade na importação de carne suína pela Coreia

A comitiva brasileira que está em missão na Ásia, chefiada pelo secretário-executivo do
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Novacki, reuniu-se nesta quarta-feira (7) com representantes do governo da República da Coreia para acelerar tratativas para exportação de carne suína para o país asiático.
O primeiro encontro do dia foi com representantes do Ministério de Segurança Alimentar e
Medicamentos da Coreia. A delegação brasileira também esteve reunida com membros do
Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais do país. Na pauta brasileira constou pedido de
celeridade nas tratativas finais com os asiáticos para a exportação de carne suína e evolução nas tratativas para a exportação da carne bovina brasileira.
Novacki destacou a importância da parceria comercial com a Coreia. “De fato, é muito
importante para o Brasil concluir, com rapidez, a exportação de carne suína para a Coreia. Essa é uma pauta prioritária para o governo brasileiro”. No final do ano passado, o Mapa destinou um adido agrícola para tratar das questões comerciais junto à Embaixada do Brasil na Coreia. A intenção do ministério com o apoio técnico é facilitar e acelerar as tratativas com os coreanos sobre os temas ligados à agropecuária.
Segundo autoridades coreanas, a carne suína está na fase final da liberação e o país
também avalia a possibilidade de importar carne bovina do Brasil. Como contrapartida comercial, a Coreia quer um Acordo de Livre Comércio com o Mercosul e exportar morangos para o Brasil.
Os principais produtos exportados para a Coreia são milho, soja, carne de frango e café. A
carne de frango brasileira representa 65% do volume de exportações. Também se destaca a
venda de manga brasileira e estão em análise o comércio de mexerica, mamão e melão.
Nesta quinta, a delegação brasileira segue para Cingapura. A comitiva ainda tem encontros
bilaterais agendados na Indonésia, Malásia e Emirados Árabes Unidos, quando manterá reuniões com autoridades governamentais e lideranças empresariais desses países até 16 de fevereiro próximo.
Nesta missão, temas como a promoção comercial, sanidade animal e vegetal, investimentos, infraestrutura, importação e exportação de produtos e segurança alimentar fazem parte dos debates da delegação nacional com as autoridades de Governo. A comitiva brasileira está composta por integrantes do Mapa, do poder executivo nacional, de governos estaduais e de representantes de empresas e entidades ligadas ao agronegócio.

Fonte: MAPA

Veja também

Eduardo Pinho Moreira empossa médicos veterinários da Cidasc que irão atuar na defesa agropecuária do Estado13/03 A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) passa a contar com mais 26 médicos veterinários. O governador Eduardo Pinho Moreira deu posse, nesta segunda-feira, 12, em Florianópolis, aos novos funcionários que irão coordenar os programas sanitários nacionais e estaduais, orientar produtores e cidadãos, fiscalizar o cumprimento......
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em março24/04 Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa (www.embrapa.br/suinos-e- aves/cias) subiram 7,28% e 4,71%, respectivamente, no......
Santa Catarina completa 24 anos sem registro de foco de febre aftosa18/05/17 Em 2017, Santa Catarina comemora 10 anos do reconhecimento como zona livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Em 25 de maio de 2007, o estado se tornou o único do país......

Voltar para Notícias (pt)