NOTÍCIAS

Postado em 15 de Junho às 14h50

Noruegueses demonstram interesse em investir na piscicultura brasileira

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Possíveis investimentos e parcerias podem surgir para a piscicultura nacional. No início de
junho quatro empresas da cadeia produtiva da Noruega visitaram o País para conhecer projetos ligados ao setor. A iniciativa surgiu como um desdobramento do fórum Noruega-Brasil, realizado em novembro de 2017 pela Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR).
Um próximo passo a ser tomado para dar continuidade a essa aproximação é a ida de uma
missão técnica da associação e de empresas associadas à Noruega. O grupo vai conhecer
indústrias de tecnologia, logística e produção, além de participar da feira Nurfishing, que deve ocorrer entre os dias 19 a 23 de agosto.
“A Noruega é um país-referência em aquacultura e tem muito a contribuir com a piscicultura brasileira, especialmente em termos de tecnologias no sistema de produção e logística”, explica o presidente Executivo da associação, Francisco Medeiros.
As visitas ocorreram pelos Estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Os
noruegueses gostaram muito do que viram. Eles confiam no potencial de crescimento da
piscicultura brasileira em termos de volume e de produtividade. Dessa forma, analisam
investimentos e parcerias no País. Além disso, eles vivenciaram todos os desafios que nós
estamos enfrentando e podem nos apontar caminhos mais curtos para o desenvolvimento”, afirma o vice-presidente do Conselho de Administração da Peixe BR e CEO da Geneseas, Breno Davis.
Um dos membros do conselho administrativo da associação e diretor da Aquafeed, Eduardo Amorim, pontua essa relação como benéfica e ressalta a troca de informações: “É importante receber sugestões técnicas e conhecer de perto as diferentes realidades. Especialmente porque a atividade está em crescimento no nosso País e precisamos evoluir em tecnologia e eficiência”.
Já o diretor do Grupo Âmbar Amaral, Ramon Amaral, se diz otimista por conta da
aproximação dos países “Essa troca de conhecimentos é extremamente relevante para a
piscicultura brasileira”, conclui.

Fonte: Peixe BR, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Dados parciais da ABIEC apontam alta de 27% nas exportações de carne bovina em maio07/06/17 Demonstrando uma recuperação do mercado, as exportações de carne bovina tiveram alta de 27% em maio, mês em que foram embarcadas 115,3 mil toneladas, segundo dados parciais da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC). Em maio, o faturamento obtido com as negociações foi de US$ 463 milhões, o que representa um......

Voltar para Notícias (pt)