NOTÍCIAS

Postado em 11 de Maio às 14h58

Minerva vê aberturas de EUA e Rússia para carne bovina neste semestre

  • Mercoagro – Edição 2018 -

As aberturas dos mercados dos Estados Unidos e da Indonésia para a carne bovina brasileira devem ocorrer ainda neste primeiro semestre, disse o CEO da Minerva Foods,
Fernando Galletti de Queiroz, em teleconferência com analistas na quinta-feira (10).
A companhia, que tem operações no Brasil, Uruguai, Paraguai, Argentina e Colômbia, ainda estima que o mercado japonês seja aberto para a carne uruguaia nos próximos meses e que os norte-americanos também liberem as importações de carne da Argentina.
“Esperamos que ainda no primeiro semestre tenhamos a abertura desses mercados”,
disse Galletti de Queiroz.
O governo brasileiro anunciou em fevereiro que o governo indonésio havia informado
sua intenção de abrir o mercado para a carne bovina do Brasil. 
Galletti de Queiroz disse que as negociações com os EUA ocorrem mais no âmbito político do que em relação a restrições técnicas, praticamente superadas. 
“A (abertura da) Rússia, eu acredito que ainda está mais perto que a dos EUA... Acredito que deve ter sim uma abertura limitada para o Brasil bastante em breve”, disse o CEO.
As exportações de carnes bovina e suína brasileiras para a Rússia estão bloqueadasdesde o fim do ano passado.
A Minerva é atualmente a maior exportadora de carne bovina da América do Sul, posição alcançada após a aquisição dos ativos da JBS no Mercosul em meados do ano passado.
“No total, a região tem sido responsável por praticamente um terço da exportação mundial, e a Minerva foi responsável por aproximadamente 22% deste volume, e se manteve como líder regional na exportação de carne bovina”, disse Galletti de Queiroz em comunicado de
resultados da companhia. 
A empresa é responsável por 19% das exportações de carne bovina do Brasil, 40% do Paraguai, 21% do Uruguai, 16% da Argentina e 71% da Colômbia. 
O Oriente Médio e a Ásia são as principais regiões para as quais a Minerva exporta seus produtos. 


NOVA ESTRUTURA
A Minerva anunciou que Iain Anderson Mars será diretor operacional global do grupo, como parte de uma reestruturação organizacional que visa otimizar sinergias e agilizar decisões comerciais.
Mars reportará diretamente ao CEO Galletti de Queiroz e liderará um time de diretores
executivos composto por Luiz Ricardo Alves Luz (responsável pelos negócios de Beef Brasil e Beef Colômbia), Gustavo Kahl (Beef Argentina), Patricio Silveira Quadrado (Beef Paraguai e Beef Uruguai) e Frederico de Alcântara Queiroz (Divisão Outros Negócios).
A reestruturação também inclui a área financeira da Minerva, que será dividida em três
áreas: Controladoria e Risco, liderada por Francisco de Assis Ferreira Filho; Tesouraria, por
Nathan de Mello Fortunato Freire; e Relações com Investidores, por Eduardo Pirani Puzziello.
Eduardo de Toledo, que era diretor financeiro, deixará a companhia. 

Fonte: Carnetec

Veja também

URT promoverá tecnologias para pecuária sustentável23/08 A Unidade de Referência Tecnológica (URT) do Instituto de Zootecnia (IZ), da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, lançada na última semana, tem como objetivo difundir os sistemas de produção e tecnologias para contribuir com a evolução da pecuária sustentável. A fundação vai mostrar uma vitrine......
Porque uma boa fazenda de suínos não pode ficar sem tecnologia24/07 A escassez de mão de obra é um dos principais problemas na produção suína moderna. No entanto, mudar para a tecnologia para economizar mão de obra parece um passo gigantesco, diz Casey Bradley, especialista em......

Voltar para Notícias (pt)