NOTÍCIAS

Postado em 14 de Fevereiro de 2018 às 16h52

Indonésia vai abrir seu mercado à carne bovina brasileira

O ministro da Agricultura da Indonésia, Andi Sulaiman, disse, na segunda-feira (12), que o
país asiático vai abrir seu mercado de carne bovina para o Brasil. A notícia foi confirmada durante audiência com o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Eumar Novacki, em Jacarta.
“Vamos nos reunir com os demais ministérios para estabelecer cota para o Brasil e
acelerarmos esse processo. Iremos ao Brasil em missão de visita, o mais breve possível,
conhecer o País e os métodos de produção. Sabemos da superioridade da carne brasileira no mercado mundial”, disse Sulaiman a Eumar Novacki.
Novacki destacou a importância do mercado indonésio ao pontuar que o país tem 265
milhões de habitantes, o quarto mais populoso do mundo, e sua economia cresce cerca de 5% ao ano, ou seja, uma economia em expansão, com grande demanda por alimentos e um baixo consumo de proteína em comparação com a média mundial. O Brasil também prospecta a exportação de frutas, lácteos, entre outros produtos para a Indonésia.
“Podemos apoiar a Indonésia não apenas fornecendo nossa carne de alta qualidade a
preços competitivos, mas também cooperar na área de genética bovina, melhoramento de
pastagens, cruzamentos industriais e exportação de animais vivos para confinamento”, disse Novacki.
O Brasil exporta para Indonésia US$ 1,5 bilhão de dólares por ano (80% das nossas
exportações para o país) em produtos agropecuários e importa US$ 0,5 bilhão. Os principais produtos exportados pelo Brasil são: Complexo de Soja (37%), Açúcar (25%), Algodão (20%) e Milho.
A Indonésia exporta US$ 40 bilhões de dólares por ano, sendo o 6º maior exportador do
mundo. Os principais produtos indonésios exportados são óleo de palma, produtos florestais, borracha, pescados e café. O país asiático importa US$ 20 bilhões de dólares ao ano, principalmente trigo, açúcar, complexo de soja, algodão, frutas, carne bovina e milho.
Na terça-feira (13), a delegação brasileira seguiu para a Malásia. A comitiva ainda tem
encontros bilaterais agendados nos Emirados Árabes Unidos, quando manterá reuniões com autoridades governamentais e lideranças empresarias desse país.
Nesta missão, temas como a promoção comercial, sanidade animal e vegetal, investimentos, infraestrutura, importação e exportação de produtos e segurança alimentar fazem parte dos debates da delegação nacional com os representantes daqueles países. A comitiva brasileira está composta por integrantes do Mapa, do executivo nacional, de governos estaduais e de representantes de empresas e entidades ligadas ao agronegócio.

Fonte: MAPA

Veja também

Sistema de credenciamento aproximará expositores e visitantes da Mercoagro 201616/12/15 A comissão responsável pelo sistema de credenciamento da Mercoagro 2016, coordenada pelo empresário Mauricio Zolet, trabalha em ritmo acelerado para deixar tudo preparado para entrar no ar na segunda quinzena de janeiro. Fazem parte da comissão, o gerente do projeto Mercoagro 2016, Nadir José Cervelin, a coordenadora de eventos da Associação Comercial e Industrial de......
Mercoagro receberá empresários chineses15/03/16 A Mercoagro é uma feira de renome internacional devido o sucesso que alcançou ao longo de 22 anos em que é realizada em Chapecó. Na edição de 2016, os diferentes setores da economia chapecoense já se preparam......

Voltar para Notícias (pt)