NOTÍCIAS

Postado em 08 de Julho de 2016 às 16h48

Geração de energia limpa e renovável será apresentada pela Renovigi

Economizar energia elétrica e produzir energia limpa, reduzindo impactos no meio ambiente, são alguns dos objetivos da Renovigi Energia Solar ao fornecer sistemas fotovoltaicos para residências e empresas de todo o Brasil. A Renovigi nasceu em 2012, como resultado da reunião de empresários com histórias de décadas de sucesso à frente de suas organizações, que possuem em comum a visão focada em desenvolver e oferecer ao mercado soluções que agregam a inovação e a sustentabilidade.

Ao longo da Mercoagro, a empresa irá apresentar um sistema fotovoltaico, mostrando de que forma pessoas e empresas podem economizar e reduzir sua fatura de energia elétrica. Demonstrará ainda como o monitoramento da energia gerada a partir do sol pode ser feito por meio de aplicativo instalado no celular ou via internet.

Essa é a primeira vez que a empresa participa da feira. “Para a Renovigi é uma satisfação poder mostrar a todos participantes e visitantes da Mercoagro de que forma pessoas e empresas podem utilizar a energia do sol para reduzir sua conta de energia elétrica. Nossos painéis solares e equipamentos são produtos de primeira linha no mercado mundial e certificados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) com classificação A”, expõe o diretor da empresa, Alcione Belache. Mais informações no site www.renovigi.com.br.

MERCOAGRO 2016

A Mercoagro 2016 (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne) é organizada pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e ocorrerá de 13 a 16 de setembro no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC). O horário de visitação será das 14 às 21 horas. 

A feira conta com o apoio institucional do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) e do Centro de Tecnologia de Carnes do ITAL, da Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carne do Estado de Mato Grosso do Sul (Assocarnes), Associação Gaúcha de Avicultura (ASGAV/SIPARGS), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), entre outras instituições. 

Veja também

Porque uma boa fazenda de suínos não pode ficar sem tecnologia24/07/18 A escassez de mão de obra é um dos principais problemas na produção suína moderna. No entanto, mudar para a tecnologia para economizar mão de obra parece um passo gigantesco, diz Casey Bradley, especialista em tecnologia de alimentação de suínos. Ela tem pelo menos três boas razões para considerar mais aplicações......
Avicultores têm até março para se adequar a regras de biosseguridade16/01/18 Os produtores de aves de todo o Brasil têm até o dia 3 de março de 2018 para se adequar a exigências que visam aumentar a biosseguridade do setor. O prazo foi estabelecido pela Instrução Normativa (IN) nº......

Voltar para Notícias (pt)