NOTÍCIAS

Postado em 12 de Julho às 13h34

Fazendas importam matrizes e reprodutores do Brasil

  • Mercoagro – Edição 2018 -

Um grupo de diversas fazendas de suínos de elite do Paraguai realizou uma importação
importante de matrizes e reprodutores de alta qualidade genética do Brasil.
A aquisição foi feita pela subsidiária brasileira da Topigs Norsvin , que é líder mundial em
pesquisa suína e inovação genética, e consistiu de 210 fêmeas e 4 machos, informou Cultura de Foz do Iguaçu.
As matrizes incorporam os últimos avanços na pesquisa da genética suína global, explicaram representantes da empresa exportadora. Eles incorporaram as melhores características de Landrace e Large White.
O cruzamento dessas linhas resulta em matrizes com uma combinação perfeita de eficiência de produção, capacidade materna, uniformidade e vitalidade da serapilheira. Eles têm uma resistência que os torna capazes de funcionar em qualquer condição com ninhadas de 14 nascidos, explica uma publicação de El Milagro, centro multigenético de inseminação artificial para porcos.
Eder Riva, coordenador territorial da Top Norsvin , disse que esta é a primeira exportação para o Paraguai e ressaltou que é um mercado altamente receptivo à mais recente tecnologia e genética. Ele disse que o Paraguai, após avanços na genética do gado, está agora se preparando para dar um salto de qualidade em sua cultura.

Fonte: Traduzido de www.razasporcinas.com por Suinocultura Industrial
Foto: Imprensa Cooperalfa

Veja também

Casa das Correntes mostrará equipamentos de transmissão e transporte na Mercoagro 201609/03/16 Fundada em 1957, a Casa das Correntes é destaque na distribuição de componentes de transmissão e transporte para áreas agrícolas, industrial e automotiva. A empresa atua com todos os tipos de frigoríficos e é presença confirmada na Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne (Mercoagro) 2016. Com......
Exportações de carne bovina sobem 5,2% no ano09/11/17 As exportações brasileiras de carne bovina somam 1,2 milhão de toneladas de janeiro a outubro deste ano, alta de 5,2% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Associação......

Voltar para Notícias (pt)