NOTÍCIAS

Postado em 07 de Junho de 2017 às 09h04

Dados parciais da ABIEC apontam alta de 27% nas exportações de carne bovina em maio

Mercoagro – Edição 2018 Demonstrando uma recuperação do mercado, as exportações de carne bovina tiveram alta de 27% em maio, mês em que foram embarcadas 115,3 mil toneladas, segundo dados parciais da...

Demonstrando uma recuperação do mercado, as exportações de carne bovina tiveram alta de 27% em maio, mês em que foram embarcadas 115,3 mil toneladas, segundo dados parciais da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC). Em maio, o faturamento obtido com as negociações foi de US$ 463 milhões, o que representa um aumento de 28% na comparação com o resultado registrado em abril. Já os preços médios dos produtos exportados tiveram incremento de 1%, também na comparação com o mês anterior. O desempenho das exportações de carne bovina, somado a outros indicadores do setor agropecuário – que obteve o aumento de produtividade de 13,4% sobre o quarto trimestre do ano passado –, foram os principais fatores de sustentação da primeira alta do Produto Interno Bruto (PIB) em dois anos, o que expressa a importância do agronegócio para o avanço da economia do Brasil. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a economia brasileira cresceu 1% no primeiro trimestre. Considerando somente a comercialização de carne in natura, países e regiões que tradicionalmente ocupam as primeiras posições em ranking dos principais destinos da carne bovina brasileira se mantiveram na lista e aumentaram a importação. Hong Kong foi o que mais importou esta categoria de produto, com um total de 19 mil toneladas, o que representa um aumento de 29% do total comercializado em abril. A China ocupa o segundo lugar, com um total de 14 mil toneladas (alta de 19%). Assumindo a posição que em abril era da União Europeia, a Rússia aparece na terceira colocação, totalizando 11 mil toneladas importadas (aumento de 14%). A expectativa da ABIEC é que os resultados dos próximos meses continuem dando sinais de melhora, uma vez que nações que ainda não haviam removido o embargo às exportações de carne brasileira reabriram seus mercados para o Brasil em maio, como foi o caso da Argélia.

Veja também

Maggi: Brasil pode ampliar ainda mais a participação no mercado mundial de aves e suínos31/08/17 Ministro reforça necessidade de fortalecer sistema brasileiro de controle e fiscalização de alimentos Ao discursar na abertura do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (Siavs), no Parque Anhembi, em São Paulo (SP), o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse que a cadeia produtiva da avicultura e da suinocultura brasileira tem......
Produtos para refrigeração da Pizzani estarão na Mercoagro 201603/05/16 A Pizzani Química, importadora da CPI no Brasil, é fornecedora de lubrificantes e óleos para compressores de amônia para o setor de refrigeração em todo o País.  A empresa participará da......
Sistema de credenciamento aproximará expositores e visitantes da Mercoagro 201616/12/15 A comissão responsável pelo sistema de credenciamento da Mercoagro 2016, coordenada pelo empresário Mauricio Zolet, trabalha em ritmo acelerado para deixar tudo preparado para entrar no ar na segunda quinzena de janeiro. Fazem parte da......

Voltar para Notícias (pt)