NOTÍCIAS

Postado em 24 de Outubro de 2017 às 16h09

Custos de produção de suínos e frangos de corte têm alta recorde em 2017

Agroindústria (26)Mercado (38)

Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte calculados pela CIAS,
a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, tiveram alta expressiva durante o mês de
setembro. O ICPSuíno/Embrapa, que no decorrer do ano havia diminuído 18,46% até o mês de
agosto, agora voltou a ser pressionado em 4,56% e fechou setembro com 190,29 pontos. Embora
o ICPFrango/Embrapa tenha variado praticamente na mesma proporção que o ICP/Suíno de
janeiro a agosto, encerrou o mês de setembro com elevação um pouco menor que o de suínos, de
2,51%, mas suficiente para voltar a inflacionar os custos de produção de frangos de corte, na casa
dos 178,29 pontos.
“Como de praxe, a variável de custo que mais impactou os ICPs, tanto de suíno, quanto de
frango, foi o item nutrição, que é basicamente composto por milho e farelo de soja. Lembrando
que o ICPFrango é calculado com base nos resultados de custos de produção de frangos de corte
do Paraná, onde a tonelada de milho no atacado sofreu um aumento de 10,13%. Já o ICP/Suíno,
que é calculado utilizando como base os resultados de custos de produção oriundos do sistema de
produção tipo ciclo completo em Santa Catarina, maior produtor nacional com 26,11% do total, o
preço da mesma tonelada de milho, obteve um incremento de 14,6% e 1,49% para o farelo de
soja. Ademais, há fortes evidências que o preço dos insumos para as rações volte a registrar
novos aumentos nos próximos meses”, diz o analista Ari Jarbas Sandi, da área de socioeconomia
da Embrapa Suínos e Aves.
No caso dos suínos, o item nutrição obteve alta de 4,42% em setembro na relação com
agosto. O mesmo item para frangos de corte obteve um aumento de 2,63%. “De qualquer modo,
mesmo as despesas com nutrição voltando a dar sinais de aumento nos custos de produção, em
2017, acumulam baixas de 14,82% (frangos de corte) e 13,99% (suínos)”, diz Sandi.
Com o aumento nos ICPs, o custo de produção do quilo de suíno vivo em ciclo completo em
Santa Catarina passou de R$ 3,18 em agosto para R$ 3,33 em setembro. Já o custo de produção
de frango de corte no Paraná passou de R$ 2,25 para R$ 2,30 por quilo vivo em setembro.
Fonte: Lucas Scherer Cardoso/Embrapa Suínos e Aves

Veja também

NA ABERTURA DA MERCOAGRO 201828/08/18Anunciadas as personalidades do agronegócio que receberão o Prêmio Carne Forte O ministro Blairo Maggi e os presidentes da Aurora Alimentos (Mário Lanznaster) e da ABPA (Francisco Turra) estão entre as dez personalidades da cadeia produtiva da proteína animal do Brasil que receberão o Prêmio Carne Forte na solenidade de abertura da Mercoagro 2018 – Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne, programada......
Produtos da Permecar serão apresentados na Mercoagro 201612/04/16 A Permecar Indústria de Metais Perfurados fabrica peneiras, martelos, eixos para moinhos, chapas perfuradas, expandidas e canecas para elevador, além de realizar serviços de caldeiraria. Há 41 anos no mercado, a empresa trabalha......
BOI/CEPEA: Ano de 2018 deve ser melhor, mas com desafios11/01/18 Passado o momento turbulento e constatada a importância da reorganização e da capacidade de reagir às diferentes intempéries de 2017, o setor pecuário inicia 2018 mais otimista, porém, bastante atento, segundo......

Voltar para Notícias (pt)