NOTÍCIAS

Postado em 12 de Dezembro de 2017 às 11h27

Coreia do Sul é oportunidade para exportar carne suína congelada

Agroindústria (26)

A abertura de negociações comerciais entre o Mercosul e a Coreia do Sul foi realizada
durante a 16ª reunião do Conselho Consultivo do Setor Privado (CONEX) da Câmara de Comércio Exterior (CAMEX), na última semana, em Brasília (DF).
Na oportunidade, a superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra,
afirmou que o mercado asiático, principalmente da Coreia do Sul, é uma oportunidade para o Brasil exportar produtos agropecuários: “A Coreia foi o 9º principal destino das exportações do agronegócio brasileiro em 2016, um total de US$ 2 bilhões”.
Em maio, a CNA elaborou um estudo sobre os interesses comerciais do agro brasileiro com
a Coreia do Sul. De acordo com o documento, os principais produtos com potencial de exportação para o país são milho, carne suína congelada, farelo de soja, entre outros.
Segundo a assessora técnica em Economia e Inteligência Comercial da CNA, Gabriela
Coser, os resultados do estudo demonstram que o agronegócio tem um potencial de pelo menos US$ 12,5 bilhões com o país asiático. Em outro levantamento recente, a CNA identificou que a Coreia aplica aos produtos agropecuários uma tarifa média de 59,9%, número oito vezes maior se comparado aos produtos não agrícolas. “Além de altas tarifas de importação, a Coreia aplica outras 27 medidas não tarifárias sobre os produtos agropecuários brasileiros”, disse Coser.
Recentemente, o Conselho de Ministros da CAMEX aprovou a abertura do mandato das
negociações entre o Brasil e a Coreia do Sul. A expectativa é que o acordo seja negociado nos moldes do que foi feito entre o bloco sul-americano e a União Europeia. Durante a reunião, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC, Brasília/DF) afirmou que apesar de existir diálogo com o país asiático, o Brasil aguarda o posicionamento dos outros países do Mercosul.

Fonte: CNA, adaptado pela equipe feed&food

Veja também

Pecuária pode reduzir impactos e buscar desenvolvimento sustentável, diz FAO26/01/18 A atividade pecuária global tem condições de reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa com adoção de práticas já conhecidas e contribuir para o desenvolvimento de populações pobres rurais, segundo o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO),......
Experiência centenária da Mundial na Mercoagro 201628/04/16 A Mundial, empresa com a maior linha de facas profissionais do mercado frigorífico, tem mais de 100 anos de atuação no mercado. Fabrica máquinas para afiação, chairas, tesouras e ganchos e atende frigoríficos,......

Voltar para Notícias (pt)