NOTÍCIAS

Postado em 07 de Novembro de 2017 às 10h41

Brasil obtém aprovação para exportar leite e produtos lácteos para o Japão

Notícias (46)
  • Mercoagro – Edição 2018 -

A Secretaria de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento (Mapa), recebeu, no dia 1º de novembro, comunicado da abertura do mercado
japonês para o leite e produtos lácteos do Brasil. A negociação demorou dois anos até
a aprovação do Certificado Sanitário Internacional. Pelo certificado poderão ser exportados os
produtos das áreas livres da febre aftosa com e sem vacinação. A confirmação foi oficializada pelo
adido agrícola da embaixada do Brasil em Tóquio, Marcelo Mota.
O Japão é o sétimo maior importador mundial de lácteos. Em 2016, o país asiático importou
cerca de 62 mil toneladas de soro de leite em pó, 13 mil toneladas de manteiga, 258 mil toneladas
de queijos e 201,5 mil toneladas de outros produtos lácteos (leite em pó desnatado, caseína,
caseinatos, lactose, entre outros). Em 2016, o mercado japonês importou cerca de US$ 1,2 bilhão
de produtos lácteos.
Segundo o secretário de Relações Internacionais do Mapa, Odilson Ribeiro e Silva, “para o
setor de lácteos, que está iniciando sua entrada no mercado internacional, o Japão é um cliente
muito importante pelo grande potencial de consumo e pelo grau de exigência que tem,
demonstrando a capacidade do Brasil de atender estas exigências”.

Fonte: MAPA

Veja também

Camrey oferece inovação tecnológica para máquinas frigoríficas21/05/16 Uma das empresas líderes na projeção, produção e montagem de máquinas e equipamentos para abatedouro e frigorífico, seja de pequeno, médio ou grande porte, a Camrey – Equipamentos Frigoríficos apresenta ao mercado um diferencial por suas inovações tecnológicas com atuação no desenvolvimento de máquinas e......
Maggi comemora abertura de novos mercados e redução da burocracia14/05 No dia 12 de maio de 2016, data em que assumiu o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi já sabia o que fazer. O trabalho baseou-se em duas linhas mestras. Primeira, a abertura de novos mercados para o......

Voltar para Notícias (pt)