NOTÍCIAS

Postado em 19 de Outubro de 2017 às 09h49

Brasil aumenta em 60,4% comercialização de sêmen no primeiro semestre

Mercoagro – Edição 2018 As vendas internas e as exportações de sêmen encerraram o primeiro semestre deste ano com resultado positivo. No período, a comercialização para o exterior cresceu 60,4%m segundo...

As vendas internas e as exportações de sêmen encerraram o primeiro semestre deste ano com resultado positivo. No período, a comercialização para o exterior cresceu 60,4%m segundo levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Os números fazem parte do balanço semestral do setor, o Index Asbia 2017, divulgado em setembro pela Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia), que também registrou aumento de 7,6% no mercado doméstico.
As raças de corte que mais contribuíram para esse incremento na comercialização de sêmen foram Angus, Nelore, Nelore CEIP, Red Angus, Brangus, Nelore Mocho, Braford, Hereford Mocho e Senepol. Nas raças de leite, os destaques foram para Holandês, Jersey, Gir Leiteiro, Girolando 3/4, Girolando 5/8, Guzerá Leiteiro, Pardo-Suíço Leiteiro, Holandês Vermelho, Braunvieh e Sindi Leiteiro.

Fonte: André Casagrande/Animal Business

Foto: Mateus Pereira/AGECOM

Veja também

Soluções em automação industrial serão apresentadas pela Soma Sul30/05/18 Desde 1998 a Soma Sul Equipamentos LTDA participa da Mercoagro (Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne). Na edição deste ano, apresentará na feira codificadores Inkjet, codificadores termotransferência, leitores de códigos, detector de metais, raio X, sistemas de visão e produtos para automação. A Soma Sul......
Cenário para o Brasil no comércio exterior é de otimismo em 201811/12/17 Depois de dois anos negativos, a economia brasileira exibe sinais de recuperação. O reflexo, podemos ver nas exportações: “No ano passado, o Brasil fechou exportações de US$ 185 bilhões e, este ano, em......
Desempenho do frango vivo na terceira semana de junho18/06/18 Aparentemente, preenchidos os vazios criados no abastecimento pelo movimento caminhoneiro, o mercado volta à normalidade. Tanto que, na terceira semana de junho (10 a 16), o frango vivo negociado no interior paulista, ainda que operando em mercado......

Voltar para Notícias (pt)