NOTÍCIAS

Postado em 24 de Novembro de 2017 às 13h17

Agronegócio produz mais a preço menor e ajuda no controle da inflação

  • Mercoagro – Edição 2018 -

O crescimento do PIB-volume do agronegócio está estimado em 6,3% neste ano,
considerando-se informações disponíveis até agosto/17, segundo indica pesquisa do Cepea
(Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA
(Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). O impulso vem do ramo agrícola, que deve
registrar aumento de 9,2% em 2017, visto que, para o ramo pecuário, a estimativa é de retração,
de 0,4%.
Apesar do expressivo crescimento em volume, 2017 foi marcado por fortes quedas de
preços para os produtos do agronegócio, o que, por sua vez, pressiona a renda do setor. Na
comparação de janeiro a agosto de 2017 com o mesmo período de 2016, o decréscimo nos
preços médios do agronegócio é de 9,5% em relação aos da economia como um todo. Então,
considerando-se as informações disponíveis até agosto/17, estima-se retração interanual de 3,8%
no PIB-renda do agronegócio brasileiro.
CONTROLE DA INFLAÇÃO
Pesquisadores do Cepea alertam que, enquanto o movimento de queda dos preços
relativos do agronegócio expressa a perda de rentabilidade da produção do setor frente à média
da economia, esse contexto tem impacto positivo sobre a economia e a sociedade. Produzindo
mais a preços menores, o setor contribuiu com o maior abastecimento, com a geração de divisas e
o controle da inflação.
A queda mais acentuada nos preços relativos, de 11,6%, foi observada no ramo agrícola,
com reduções relevantes nas cotações de grãos e também de hortifrutícolas. Esse cenário reflete
principalmente a grande oferta em volume de produção do segmento. No caso dos grãos, por
exemplo, segundo pesquisadores do Cepea, o mercado vem apresentando elevada
disponibilidade ao longo do ano, diante da boa produtividade de produtos como soja e milho. No
ramo pecuário, as quedas nos preços relativos foram mais amenas, com a pressão vinda
especialmente da bovinocultura de corte. 

Fonte: Cepea/Esalq

Veja também

Agroindústrias querem importar milho dos Estados Unidos para aumentar oferta e equilibrar preço28/03/18 Com uma demanda cada vez maior e a previsão de redução na safra brasileira de milho, lideranças do agronegócio pensam em alternativas para o abastecimento do grão e a manutenção da competitividade das agroindústrias instaladas no Sul do país. A intenção das agroindústrias é buscar o grão diretamente do maior......
Exportação de frango in natura atinge 272 mil toneladas em março28/03/18 A exportação de carne de frango in natura brasileira registrou um total de 272 mil toneladas exportadas nos 21 dias úteis de março, com média diária de 16 mil toneladas, uma queda de 0,3% na quantidade média......
A FORÇA DA INDÚSTRIA DA CARNE25/01/16 MERCOAGRO 2016 mantém o prestígio no mercado de feiras: venda de espaços está acelerada O otimismo que impregna o setor de alimentos cárneos e derivados se reflete na operação de vendas de espaço......

Voltar para Notícias (pt)