NOTÍCIAS

Postado em 01 de Junho de 2016 às 09h28

ABPA anuncia novos saltos para as exportações de carne suína: 47% em abril e 68% no ano

Dados levantados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações totais de carne suína – in natura e processada – do país foram de 62 mil toneladas em abril, volume 47,2% superior ao registrado em igual mês de 2015

No acumulado do ano até abril, a elevação chega a 68,2%, com total de 226,9 mil toneladas – 92 mil toneladas a mais do que no primeiro quadrimestre do ano passado.

Em receita cambial, o saldo dos embarques de abril chegou a US$ 110,5 milhões, 17,6% maior na comparação anual. No quadrimestre, o crescimento é de 20,6%, com US$ 385,5 milhões.

No saldo em reais, o cenário também é positivo, com crescimento de 37,8% em abril, a R$ 393,8 milhões. Nos quatro primeiros meses, a alta é de 56,4%, com total de R$ 1,463 bilhão.

“O bom desempenho das exportações tem reduzido os impactos causados pela situação econômica interna do Brasil, diminuindo a oferta interna de produtos”, disse o presidente executivo da ABPA, Francisco Turra.

“Ainda estamos em uma situação crítica, com custos elevados de produção e cenário de retração de consumo, mas a investida brasileira no comércio exterior tem sido fundamental para melhorar as perspectivas para o setor de suínos”, completou.

Principais destinos

A China continua sendo um dos destaques entre os compradores. No mês passado, foram embarcadas para lá 9 mil toneladas, 14,8% do total efetivado pelo país. Em abril de 2015 os chineses não compraram carne suína brasileira. Nos primeiros quatro meses deste ano, a China importou 20 mil toneladas do produto.

A Rússia, principal compradora da carne suína brasileira, também aumentou suas importações. No mês passado, foram embarcadas 19,8 mil toneladas do produto, volume 20% superior ao registrado em abril do ano anterior. No quadrimestre, os embarques aos russos chegam a 80 mil toneladas, 58% maior na comparação anual.

Em abril, o crescimento das exportações para Hong Kong chegou a 63%, com 16,2 mil toneladas efetivadas. No acumulado do ano, a alta atinge 68%, com 59,6 mil toneladas embarcadas.

“Em abril, 32% das exportações brasileiras tiveram como destino o mercado russo, enquanto a média do ano passado era de 45%. Temos visto o aumento das vendas para outros grandes destinos, como a China, a Argentina, o Chile e o Uruguai, diminuindo a dependência das exportações sobre o Leste Europeu”, destacou Ricardo Santin, vice-presidente de Mercados da ABPA.

Fonte: Portal do Agronegócio

Veja também

Zoetis destaca combate à Salmonella em frangos de corte06/06 O controle da Salmonella, uma das principais doenças em aves, está entre as prioridades dos produtores no processo de segurança alimentar dentro da indústria avícola. A forma de prevenção que mais tem se destacado no mercado recentemente é um programa de  vacinação amplo e completo, que combina vacinas vivas (replicantes) e mortas (não......
MERCOAGRO 2016 apresenta soluções em embalagens07/07/16 Desde que a MERCOAGRO nasceu, há 22 anos, a Trombini Embalagens vai a Chapecó participar da feira. “Estar presente em mais uma edição da Mercoagro representa mais do que um marco de apresentação de produtos.......
Valor Bruto da Produção de suínos fecha 2017 com aumento de 9,6%18/01 O Ministério da Agricultura divulgou nesta quarta-feira (17/01) os valores do Valor Bruto da Produção. Com o melhor resultado desde o início da série, há 19 anos, os números relacionados ao setor de carnes......

Voltar para Notícias (pt)